Usando metano líquido como combustível, o novo Iveco S-Way LNG está destinado a transportar as cargas mais pesadas

O novo Iveco S-Way LNG resulta de uma parceria entre a Iveco e a Gruber Logistics focada na sustentabilidade e é o primeiro veículo de transporte para cargas excecionais até 50 toneladas que é movido por um combustível alternativo. Esta solução é mais uma das que contribui eficazmente para uma descarbonização de um setor que continua a ser uma das grandes fontes de poluição a nível mundial.

O transporte de cargas excecionais é um mundo que requer autorizações especificas e modelos também específicos, uma vez que tem a missão de movimentar mercadorias com pesos ou dimensões acima dos limites de segurança inscritos no código da estrada. Comparativamente aos modelos mais convencionais com motores movidos a gasóleo, a solução de metano líquido pode apresentar valores de potência inferiores, que podem tornar mais complicado o transporte de mercadorias mais pesadas em função do trajeto. Mas. com esta nova solução, esta dificuldade foi ultrapassada e é agora possível contar com esta alternativa mais ecológica num mundo das cargas excecionais.

PUB

PUB

Segundo Michael Gruber, o diretor da divisão XTL da Gruber Logistics, há “frequentemente tendência a ver apenas os problemas em vez das soluções” e “a ampla utilização do GNL e, posteriormente, do BioLNG, será uma realidade no sector das cargas excecionais”. ”Mas para que isso aconteça temos de mudar os nossos métodos de trabalho, mudar as rotas, mudar a forma como conduzimos, etc. Estas e outras questões devem ser abordadas a fim de implementar com sucesso ECO inovações em grande escala, mesmo em áreas que nunca antes imaginámos serem possíveis”, explica.

PUB

Fabrizio Buffa, o diretor do Mercado de Propulsões Alternativas da IVECO Itália, acrescenta ainda: “Juntamente com a Gruber Logistics, o nosso IVECO S-WAY LNG está no caminho que conduz à descarbonização do universo dos transportes, que passa agora a incluir também o transporte de cargas excecionais representando um marco importante para o sector. A utilização de gás natural, particularmente na sua versão biológica, é essencial para alcançar resultados imediatos e eficientes; como ficou comprovado por um estudo recente do Conselho Nacional de Investigação Italiano (CNR): um veículo pesado de mercadorias movido a Bio-GNL pode reduzir as emissões e CO2 até 121% em comparação com um equivalente Diesel.”

PUB

Depois de um período de testes inicial, os veículos alimentados por metano líquido estão já em utilização em algumas das rotas entre a Alemanha e o Reino Unido, com cargas que variam entre as 30 e as 50 toneladas, sendo que a base de cada deslocação é sempre nas instalações da Gruber Logistics, na região de Kreutzal, na Alemanha.

Read More